Rádio Arco iris FM
Publicidade
Publicidade
Cotriguaçu/MT
Min.
Máx.
Polícia procura responsáveis pela construção de prédios que desabaram na Muzema
15/04/2019

Responsáveis serão identificados e responsabilizados, tanto pelas mortes, quanto pelas lesões e também pelas construções irregulares. Desabamento deixou 10 mortos. Polícia procura responsáveis pela construção dos dois prédios que desabaram na Muzema A Polícia Civil está em busca dos responsáveis pela construção dos dois prédios que desabaram na Muzema, Zona Oeste do Rio, na última sexta-feira (13). De acordo com a delegada titular da 16ª DP (Adriana Belem), os responsáveis serão identificados e responsabilizados, tanto pelas mortes, quanto pelas lesões e também pelas construções irregulares. Milícia na Muzema é chefiada por major da PM, suspeito de controlarconstrução de imóveis irregulares Neste fim de semana, peritos da Polícia Civil voltaram ao local e fizeram uma perícia complementar. Os investigadores ainda não conseguiram ouvir testemunhas, moradores e vítimas da tragédia. Ainda segundo a polícia, assim que tiverem condições de prestarem depoimento, elas serão ouvidas. Buscas nos escombros de prédios que desabaram na comunidade da Muzema entram no quarto dia Reprodução/ TV Globo Bombeiros procuram 14 desaparecidos Com quase 72 horas de trabalho incansável, bombeiros continuam em busca de vítimas dos desabamentos na Muzema. Ao menos 14 pessoas ainda estão desaparecidas. Até o início desta segunda-feira (15), havia a confirmação de 10 mortos. No fim da noite de domingo (14), os bombeiros encontraram o corpo de uma mulher sob os escombros. Ainda não há identificação da vítima. O trabalho de busca é feito com a ajuda de cães farejadores e com as informações dadas pelos moradores da área. Veja mapas que mostram a expansão de imóveis na região da Muzema Bombeiros trabalham na noite deste domingo (14) em busca de sobreviventes na Muzema Reprodução/GloboNews Ainda no domingo, aconteceu o primeiro enterro de uma das vítimas do desmoronamento, o pastor Cláudio Rodrigues. Durante a cerimônia, vizinhos lembraram o papel dele como líder comunitário e afirmaram que ele morreu protegendo a filha Clara, de 10 anos, que sobreviveu à tragédia. Diante da dor, há a solidariedade: moradores da comunidade aproveitaram o domingo (14) para entregar doações para quem perdeu tudo na queda dos prédios e nas chuvas que atingiram a capital fluminense no começo da semana. As doações dos voluntários incluem alimentos para o café da manhã, almoço, lanche e jantar para quem aguarda por notícia de familiares e amigos que desapareceram. Equipes de resgate trabalham há quase 72 horas no local onde prédios desabaram na Muzema Initial plugin text
Fonte: G1
Brasil caboclo
05:00 as 08:00
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Avenida sete de setembro - Cotriguaçu/MT
Ligue agora
(66) 3555-1217
Horário de atendimento
07:00 AS 18:00 HS